Representantes da Pavan Zanetti e acadêmicos se encontram no IMA

[Best_Wordpress_Gallery id=”37″ gal_title=”Palestra IMA”]

Dia 18 de novembro, a Pavan Zanetti promoveu no IMA (Instituto de Macromolécula Professora Eloisa Mano – UFRJ) a palestra “Melhoria no Processo de Transformação de Materiais Plásticos com Redução de Consumo de Energia.

Estiveram presentes acadêmicos e empresários da cadeia do plástico.

Pela Pavan Zanetti, participaram o palestrante Antonio Dottori e os representantes comerciais que atuam no Rio de Janeiro, Espírito Santo e Sul de Minas Gerais, Kennedy Cardoso, responsável pelas vendas de injetoras, e Gustavo Chuwarten, que cuida das vendas de sopradoras.

Entre os presentes também estavam o professor doutor Victor Jayme Roget Rodriguesz Pita, coordenador do curso de pós-graduação “Especialização em Processamento de Plásticos e Borracha”, a quem  a Pavan Zanetti agradece a oportunidade de discutir um tema tão relevante para o setor.

Várias empresas prestigiaram o evento, que também contou com a participação de acadêmicos do IMA e UFRJ, entre outros.

 

Pavan Zanetti ministra curso de injeção em escola Senac no Rio de Janeiro

[Best_Wordpress_Gallery id=”36″ gal_title=”Curso Senac Rio”]

Em 19 de novembro, a Pavan Zanetti,  juntamente com a Krioplast e Sócompressores, realizou o “Curso Avançado de Injeção de Termoplásticos” na escola Senac da Avenida Brasil, no Rio de Janeiro.

O curso teve a duração de um dia e contou com a presença de vários empresários, técnicos e industriais do setor de transformação de plásticos.

Entre as várias empresas presentes, destacamos a Tecnopack, PanBrasil, GE Refrigeração, Artimed, PJ Plástica, Ambientar, Eversoft, Agaplast, Plastlab, Yuan Liang, Plastlabor, Oritech, Plastef e ARE.

Alunos do Senai Americana visitam a Pavan Zanetti

[Best_Wordpress_Gallery id=”35″ gal_title=”Visita Senai Americ nov 2015″]

Dia 17 de novembro, 33 alunos do curso “Técnico de Eletroeletrônica” e 35 alunos do curso profissionalizante de “Eletricista de Manutenção”, da escola Senai Prof. João Baptista Salles da Silva, em Americana (SP), realizaram uma visita técnica guiada às instalações da Pavan Zanetti para ampliação de conhecimentos.

Acompanhados pelos profissionais, Instrutores e professores do Senai, os alunos conheceram o processo de fabricação de máquinas para plásticos, moldes e periféricos, que utiliza serviços de usinagem de precisão, área de atuação para a qual eles estão sendo formados.

A seguir, registramos alguns comentários dos alunos sobre os aspectos organizacionais e de qualidades:

“Foi uma ótima visita… A palestra unificou conhecimentos a valores, alguns expandidos e outros adquiridos, auxiliando a formação do senso de ambiente empresarial”.

“A visita foi muito explicativa e produtiva. Fomos bem recebidos, guiados no interior da fábrica e orientados em nossa área de atuação profissional”.

“Durante a visita acompanhamos algumas partes da fabricação das máquinas e, principalmente, a montagem dos painéis de comandos”.

“A visita foi boa e interessante, fui bem recebido ao chegar e consegui obter mais conhecimento sobre o plástico e me conscientizar que ele não polui o meio ambiente”.

“O conteúdo apresentado pelo palestrante foi bem exibido. Visualizamos funcionários produzindo partes da máquina e outros realizando a conclusão de painéis elétricos. Ao final, nos apresentaram suas máquinas em funcionamento”.

“Gostei muito do processo de fabricação, do ambiente organizado, das máquinas e os operários sempre ativos. Passamos pela oficina elétrica, onde eles fazem a manutenção e montagem de painéis elétricos, que é um trabalho que aprendemos no SENAI. Na minha opinião foi uma visita muito importante para todos”.

“Vimos onde são feitos os painéis elétricos e pode-se concluir que a Pavan Zanetti tem uma estrutura incrível, com técnicos qualificados. É uma empresa muito organizada e respeitada no mercado”.

Com esta iniciativa, a Pavan Zanetti reitera o compromisso de colaborar com a formação de profissionais na área da industrial.

 

Pavan Zanetti discute processo de sopro e economia de energia no Senai de São Leopoldo

[Best_Wordpress_Gallery id=”34″ gal_title=”Senai Sao Leopoldo”]

Com a palestra “Controle do Processo e os Resultados em Economia e Energia na Moldagem por Sopro”, a Pavan Zanetti participou no 20º Seminário de Atualidades Tecnológicas: Plásticos, Elastômeros e Adesivos, ocorrido em 12 de novembro, no Centro de Excelência em Polímeros do Senai de São Leopoldo (ISI-CETEPO), na Grande Porto Alegre (RS).

Além da participação no evento, a Pavan Zanetti também está presente no dia-a-dia da instituição com uma nova sopradora que é utilizada nas aulas práticas sobre processos de transformação.

O Seminário de Atualidades Tecnológicas caracteriza-se como um espaço importante de discussão, informação e atualização tecnológica, aberto a profissionais e especialistas de empresas fabricantes e fornecedoras de matérias-primas, equipamentos e serviços, assim como a universidades e centros de pesquisa.

O evento incluiu uma programação de palestras técnicas envolvendo temas relacionados às áreas tecnológicas foco do evento, desenvolvidas por especialistas convidados das empresas participantes. Ocorreram em horários simultâneos de forma a permitir aos participantes optarem pelos assuntos de maior interesse.

Os temas de maior destaque foram: Plásticos de Engenharia; Elastômeros Termoplásticos; Elastômeros de Alta Performance; Adesivos; Látices; Compósitos e Nanocompósitos; Aditivação e Modificação de Polímeros; Matérias Primas (pigmentos,cargas, plastificantes e aditivos); Processos e Equipamentos de Transformação; Moldes e Matrizes; Periféricos e Sistemas de Automação de Processos; Reciclagem e Valorização de Resíduos; Equipamentos e Tecnologias de Ensaios; Segurança, Saúde e Meio Ambiente.

Pavan Zanetti esteve na Semana Tecnológica do Senai de Jundiaí

[Best_Wordpress_Gallery id=”33″ gal_title=”Sem Tec Senai Jundiai”]

A Pavan Zanetti participou da Semana Tecnológica da escola Senai “Conde Alexandre Siciliano”, em Jundiaí, ministrando duas palestras, nos dias 10 e 11 de novembro, com três rodadas de debates, sobre os temas:

·         Futuro do Plástico No Brasil, Sustentabilidade e Eficiência Energética na Moldagem por Injeção;

·         O Controle Absoluto do Processo e os Resultados em Economia na Moldagem por Sopro.

A Semana Tecnológica acontece anualmente, no segundo semestre, desde 2003. Esta edição ocorreu entre os dias 9 e 13 de novembro, em três períodos (manhã, tarde e noite).

Estiveram presentes, aproximadamente, 210 pessoas por dia.  Além dos alunos dos cursos “Técnico em Plásticos”, “Ferramentaria de Moldes para “Plásticos”, “Eletroeletrônica” e “Automobilística”,  profissionais da área de transformação de plásticos da região também prestigiaram o evento, totalizando perto de 500 participantes.

Ao lado da Pavan Zanetti, outras empresas marcaram presença, como Wilo, HRG, Engel, Sinchropalst, NGK, Anacom, Eletro Forming, Automaplast, Plast-Equip, Refriac e Sócompressores.

A Escola Senai “Conde Alexandre Siciliano” conta com uma oficina para aulas práticas equipada com as mais modernas máquinas nacionais para transformação de plásticos. Duas máquinas da Pavan Zanetti fazem parte desta deste parque, sebdo uma injetora e uma sopradora com acumulação.

 

Pavan Zanetti discute eficiência energética com fabricantes de componentes para a indústria automobilística

[Best_Wordpress_Gallery id=”32″ gal_title=”Reuniao Cofauto”]

Dia 28 de outubro, a Pavan Zanetti esteve na sede da Abiplast (Associação Brasileira da Indústria do Plástico), em São Paulo, para participar da reunião mensal da Cofauto, a Câmara Setorial que agrega os fabricantes de componentes plásticos para a indústria automotiva.

Participaram do evento vários executivos de empresas fornecedoras de autopeças da Grande São Paulo e Vale do Paraíba.

Esta reunião acontece mensalmente por iniciativa da Abiplast e coordenação da Cofauto para tratar de temas de interesse da cadeia produtiva dos transformadores de plástico, indo de encontro com a necessidade de redução de custos a partir do uso mais racional da energia elétrica.

No encontro de outubro, a Pavan Zanetti explanou dois temas: “Eficiência Energética em Máquinas para Transformação de Plásticos, Sustentabilidade e Futuro do Plástico no Brasil” e “Energia”. A MHGEnergy apresentou “Energia no Mercado Livre”.

Empresas fabricantes de peças plásticas automotivas interessadas em conhecer mais informações sobre o grupo e participar das reuniões, entrar em contato com a ABIPLAST pelo telefone (11) 3060.9688 ou no por email abiplast@abiplast.org.br

O plástico na indústria automotiva

No Brasil, atualmente, cada veículo utiliza entre 60 e 90 quilos de plástico, sendo 63% em equipamentos internos, 15% no corpo externo, 9% no motor, 8% no sistema elétrico e 5% no chassi. No final da década de 80, a média de aplicação de plástico nos carros nacionais era de apenas 30 quilos.

 

Pavan Zanetti participa de inauguração da Escola Senai do Plástico no ES

[Best_Wordpress_Gallery id=”31″ gal_title=”Escola do Plastico Senai ES”]

 

Dia 29 de outubro, a Pavan Zanetti participou de um momento histórico para a indústria do plástico do Espírito Santo: a inauguração da Escola Senai do Plástico “Antonio Carlos Torres”. A nova unidade funciona num espaço de 600 m2, no Senai Civit, município de Serra, região que abriga um grande número de empresas transformadoras de plásticos, responsáveis pela geração de 8 mil empregos, aproximadamente.

A Escola Senai do Plástico “Antonio Carlos Torres” tem capacidade para qualificar cerca de 800 profissionais por ano.  Oferece cinco espaços didáticos para atividades práticas do curso Técnico em Plástico e demais cursos de qualificação e aperfeiçoamento profissional, como laboratório de projetos e concepção de moldes, ferramentaria e ensaios mecânicos do plástico.

Além de fornecer para a oficina da escola uma máquina sopradora e injetora que está garantindo um aprendizado alinhado com as mais recentes tecnologias de transformação de plástico, a Pavan Zanetti também colaborou com a Semana Tecnológica promovida no local, de 26 a 31 de outubro, ministrando o curso “Tecnologia do Processo de Injeção e Materiais Plásticos” para 34 especialistas do setor, que atuam na indústria capixaba. Outras palestras e cursos foram realizados por demais empresas participantes do evento, como Braskem e Synchro-Plast.

Os investimentos na nova unidade chegaram a R$ 4 milhões, sendo R$1,2 milhão em equipamentos, o que coloca esta escola entre as mais modernas e bem equipadas para as atividades práticas e teóricas em seu segmento (fonte: Indústria Capixaba, Set/Out 2015, número 230).

Veja o vídeo:

A iniciativa é resultado de uma parceria do Sindiplast-ES (Sindicato da Indústria de Material Plástico do Estado do Espírito Santo) com a Findes (Federação das Indústrias do Espírito Santo), por meio do Senai-ES.

Várias autoridades e empresários estiveram presente na inauguração, entre eles o governador do Estado do Espírito Santo, Paulo César Hartung; o presidente do Sistema Findes/Cindes, Marcos Guerra; o presidente do Sindiplast-ES , Neviton Helmer Gasparini; o diretor regional do Senai-ES e superintendente do Sesi-ES, Luis Carlos Vieira; o diretor da Findes, Leonardo de Castro; o gerente do Sesi/Senai/IEL, Leonardo Mello; o prefeito de Serra, Audifax Barcelos; o diretor superintendente da Abiplast, Paulo Henrique Rangel Teixeira; o diretor superintendente do Sindiplast, Agostinho Miranda Rocha; o gerente industrial da Embali, André Gomes.

Também participaram professores e funcionários da escola, técnicos e engenheiros das empresas de plástico capixabas, além dos fornecedores dos equipamentos das oficinas.

“A falta de mão de obra qualificada já comprometia a competitividade das indústrias de plástico em relação a outros estados”, destacou o diretor da Findes, Leonardo de Castro.

O presidente do Sindiplast-ES, Neviton Helmer Gasparini, compartilhou da mesma opinião. “Sabemos que a instituição é apenas um passo para que tenhamos indústrias mais fortalecidas, competitivas e que contribuam ainda mais para o desenvolvimento econômico do Espírito Santo. Entretanto, foi um passo importantíssimo e que respondeu a uma angústia e a uma preocupação histórica do empresariado do setor”.